Veto a Ciência e Tecnologia!

Ao sancionar o Orçamento de 2022 o Presidente Bolsonaro promoveu uma série de vetos que vão atingir diversas áreas, entre elas a de ciência e tecnologia.

A verbas orçamentárias para o desenvolvimento da ciência e tecnologia vem num movimento decrescente desde fins de 2016, apesar de cada vez se fazer mais necessários os investimentos públicos para gerar ciência e tecnologia para o desenvolvimento nacional, para solucionar problemas, para gerar empregos e renda, para garantir autonomia e soberania nacional.

A pandemia causada pelo covid-19 nos mostrou o que já era de conhecimento de muitos, mas segue ignorado pelo atual governo, a saída para a crise esta nos investimento para gerar ciência e tecnologia, para gerar vacinas, para combater as mudanças climáticas, para preservar o meio ambiente, para gerar tecnologias sociais, para criar condições para um desenvolvimento sustentável.

Os vetos ao orçamento de 2022 só vem confirmar a pouca importância que o governo confere a ciência e tecnologia e que devem aprofundar a crise por que passa o setor, o desmanche do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia e a formação de recursos humanos altamente qualificados.

Veja alguns dos vetos (cortes) praticados no atual orçamento:

  • Pesquisa, desenvolvimento científico, difusão do conhecimento e popularização da ciência nas unidades de pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia. Valor vetado: R$ 429 mil.
  • Apoio a projetos de tecnologias aplicadas, tecnologias sociais e extensão tecnológica articulados às políticas públicas de inovação e desenvolvimento sustentável do Brasil. Valores vetados: R$ 25,9 milhões + R$ 35 milhões.
  • Fomento à pesquisa e desenvolvimento voltados à inovação, a tecnologias digitais e ao processo produtivo nacional. Valores vetados: R$ 1,1 milhão + R$ 608 mil.
  • Fomento a projetos de pesquisa e desenvolvimento científico nacional. Valor vetado: R$ 859 mil
  • Formação, capacitação e fixação de recursos humanos para o desenvolvimento científico. Valor vetado: R$ 8,5 milhões
  • Fomento às ações de pesquisa, extensão e inovação nas instituições de ensino de educação profissional e tecnológica – no estado da Bahia. Valor vetado: R$ 3 milhões.
  • Apoio à consolidação, reestruturação e modernização das instituições federais de ensino superior. Valor vetado: R$ 34,3 mil.
  • Fomento às ações de graduação, pós-graduação, ensino, pesquisa e extensão – nacional. Valor vetado: R$ 4,2 milhões.
  • Fonte G1

Leia e entenda mais sobre os vetos nesta reportagem do G1 – https://g1.globo.com/politica/noticia/2022/01/24/orcamento-bolsonaro-corta-verbas-voltadas-para-indigenas-quilombolas-e-para-pesquisas-cientificas.ghtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: